bE mY gUesT

sexta-feira, 14 de junho de 2013

Le Comptoir, Paris

     

          Toda terça-feira, Yves Camdeborde parte bem cedinho rumo à Rungis, à meia hora de Paris. Vai de carro com seu motorista. Yves não gosta de dirigir automóveis, apenas restaurantes. Lá, num food market de dar gosto, o famoso Marché de Rungis, nas proximidades do aeroporto de Orlyele faz as compras da matéria prima de sua arte: Os produtos que serão levados para a cozinha do Comptoir e transformados em pratos maravilhosos... Dos melhores de Paris, portanto do mundo.

         Hoje com um look meio Elvis, nunca pensou em ser músico nem chef de cuisine quando criança e sim jogador de futebol. Mas aos 17 anos, seu pai o encorajou a ir para Paris e alí ele ficou um tempo trabalhando na cozinha do Hotel Ritz em 1981. Depois disso, muito baile no La Marée, Tour d'Argent e Hotel de Crillon até que, já com 28 anos, sem muito dinheiro, conseguiu abrir um bistrô no 14th arrondissement, onde servia pratos de alta gastronomia com preços bem populares, um sucesso o La Régalade.

          Comida maravilhosa com preços nada refratários aos nossos bolsos. Essa filosofia ele mantém no Le Comptoir, por isso tanto sucesso.


           É dos restaurantes que, quando vou à Paris, procuro não deixar de ir. Mas não é muito fácil conseguir uma mesa. Aprendi: Chego alguns minutos antes do meio dia. Provavelmente já vai existir uma fila na calçada em frente ao restaurante, mas nada assustador. Ao meio dia o maitre (que parece o David Byrne com um penteado arrepiado) começa a orientar os clientes e, pelo meu horário, talvez não sobre lugar na parte de dentro, mas com certeza uma mesinha no lado de fora vai rolar. O restaurante fica completo em dez minutos e quando chegar perto de 13hs, próximo turno, uma nova fila começa a ser formada.
   
         
oeuf mayonnaise

os à moelle

Crémeux au chocolat noir Guanaja, rhubarbe 
Huile d'olive, fleur de sel, tuile café

           Duas coisas que sou viciado em Paris: Eufs Mayonnaisse e L'Os à moelle. No Comptoir, os ovos são imbatíveis (a mayonnaise do Yves é um espetáculo). Quanto ao "Os à moelle, não posso deixar de sugerir o do Robuchon em seu Atelier.


Le Comptoir
9, Carrefour de l'Odéon, Paris
tel: 01 4427-07501

Nenhum comentário:

Postar um comentário